Pregas vocais sem patologia

Pregas vocais sem patologia

O trabalho do Terapeuta da Fala na área da Voz foi a minha primeira paixão profissional.

Com o tempo, os anos de experiência e formações acumuladas de diferentes “mundos” da Voz, chego à conclusão de que o trabalho com Voz patológica, Voz profissional e Voz artística tem muito mais em comum do que se admite.

O estigma é que Voz artística e Voz profissional se distinguem de Voz patológica. Será?! Não estaremos a ser redutores relativamente à patologia das pregas vocais? E mesmo assim….

Quantos de nós possuem diagnósticos (ou suspeitas de diagnóstico) de rinite alérgica ou irritativa, sinusite, hipertrofia crónica das amígdalas, refluxo extra-esofágico (ou azia), asma, bronquite ou alterações posturais? Tenho a certeza de que muitos… e a lista podia continuar!

Estas situações interferem directamente na qualidade vocal e/ou na forma como usamos a voz e geram sobrecarga e fadiga vocal.

Logo, a maioria das pessoas, profissionais de voz, artistas ou não, que recorrem à Terapia da Fala para Terapia Vocal têm alguma condição de saúde dita “patológica” que é menosprezada ou desconhecida e só posteriormente diagnosticada.

Estejam atentos! Voz é muito mais do que pregas vocais.

Pin It on Pinterest