Perturbações da Linguagem

Todos já ouviram falar em situações de Perturbações da Linguagem, apesar de não os chamarem por este nome. Casos de crianças que começaram a falar tarde, ou que tiveram dificuldades em aprender a ler e a escrever (dislexia), independentemente do seu Q.I.. Também se incluem os casos de pessoas adultas que, por motivo de doença, deixaram de conseguir dizer as palavras certas para aquilo querem ou que passaram dizer um monte de coisas sem sentido.

A linguagem traduz-se na capacidade de expressar e interpretar ideias e sentimentos através da palavra verbal e escrita, signos e sinais.

As perturbações da linguagem afetam a capacidade comunicativa do ser humano e, por isso, a sua capacidade de interação com o mundo que o rodeia. Estas perturbações podem manifestar-se na criança com atraso do desenvolvimento da linguagem, com perturbações específicas do desenvolvimento da linguagem ou com perturbações de leitura e escrita (dislexia, disgrafia, disortografia). As perturbações adquiridas da linguagem são mais frequentes no adulto e são decorrentes de lesão neurológica por AVC, traumatismos cranioencefálicos, tumor cerebral, doenças neurodegenerativas, entre outros.

Pin It on Pinterest